Serbia

serbiaserbia

(NOTE: For the Yugoslavia years (1918-1992), I rate highly players that have born and/or lived their peak years in actual Serbia. For FR Yugoslavia and Serbia and Montenegro years (1992-2006), I rate players by his birthplace and/or ethnicity.)

Squad:


Goalkeepers:

1 – Milutin Šoškić – FK Partizan; Era: FH 1960’s (1)

22 – Ilija Pantelić – Vojvodina; Era: SH 1960’s

23 – Ivan Ćurković – AS Saint-Etiènne (France); Era: SH 1970’s (2) (3)

Defenders:

2Velibor Vasović – AFC Ajax (Netherlands); Era: SH 1960’s

3 – Fahrudin Jusufi – FK Partizan; Era: FH 1960’s (4)

5Nemanja Vidić – Manchester United (England); Era: SH 2000’s

6Milutin Ivković – FK Red Star; Era: SH 1920’s

11Siniša Mihajlović – SS Lázio (Italy); Era: SH 1990’s

12Branko Stanković – FK Red Star; Era: FH 1950’s (5)

13 – Vladimir Durković – FK Red Star; Era: FH 1960’s (6)

Midfielders:

4 – Milorad Arsenijević – OFK Beograd; Era: FH 1930’s

8Dragoslav Šekularac – FK Red Star; Era: SH 1950’s (7) (8)

10Dragan Stojković – FK Red Star; Era: SH 1980’s

16Dejan Stanković – FC Internazionale (Italy); Era: SH 2000’s

17 – Vladimir Petrović – FK Red Star; Era: SH 1970’s

19 – Jovan Aćimović – FK Red Star; Era: FH 1970’s

20Milan Galić – FK Partizan; Era: FH 1960’s

Fowards:

7Dragan Džajić  – FK Red Star; Era: SH 1960’s

9Miloš Milutinović – FK Partizan; Era: SH 1950’s

14Blagoje Marjanović – OFK Beograd; Era: SH  1930’s

15Rajko Mitić – FK Red Star; Era: FH 1950’s

18Bora Kostić – FK Red Star; Era: SH 1950’s

21Todor Veselinović – Vojvodina; Era: SH 1950’s

Line-up:


 

serbia-xi

Manager:

serbiaVujadin Boskov – Era: SH 1980’s



NOTE:

(1) – I rate Milutin Šoškić as Serbian footballer since that he lived his peak years in Serbia;

(2) – I rate Ivan Ćurković as Serbian footballer since that he also lived his peak years in Serbia;

(3) – After his retirement, Ivan Ćurković was president of Serbian Olympic Comittee and vice-president of Serbian Football Association;

(4) – I rate Fahrudin Jusufi as Serbian footballer since that he lived his peak years in Serbia;

(5) – I rate Branko Stanković as Serbian footballer since that he lived his peak years in Serbia;

(6) –  I rate Vladimir Durković as Serbian footballer since that he lived his peak years in Serbia;

(7) – I rate Dragoslav Šekularac as Serbian footballer since that he lived his peak years in Serbia;

(8) – Dragoslav Šekularac is the 4th Serbian’s Golden Player of the past 50 years by the Serbian Football Association;

(9) – Stjepan Bobek is also a legible choise to be in the squad since that he lived his peak years in actual Serbia and is the 5th Serbian’s Golden Player of the past 50 years by the Serbian Football Association, however he considers himself as Croatian.



UPDATED AT: 04 – 03 – 2017

Advertisements

20 responses to “Serbia

  1. Com a independência de Kosovo o Soskic poderia figurar por esta seleção futuramente, já q nasceu em território kosovar

    • Não só o Soskic mas também o Durkovic, Stojanovic, Dorovic, e ainda o Krasic.

      Eu tenho em rascunho essa equipa, mas não tem ainda uma história rica. No entanto, os que nasceram no kosovo que tem descendência sérvia veêm-se como sérvios, não como kosovares (no que toca à nacionalidade).

      É uma questão complicada.

  2. O Krasic não vale pois jogou pela Sérvia, os demais jogaram pela Iugoslávia, então nesse caso vale como Kosovar, assim como as seleções que você fez da Bósnia, Croácia e etc. o mesmo vale pra Kosovo, menos jogadores q jogaram pela Sérvia e outras seleções, fica a dica

    • Sim, isso é verdade.

      A antiga Jugoslávia é bastante complicada no requisito das nacionalidades, e é algo que pretendo rever e criar um critério mais sólido para este caso (já há algum tenho que tenho essa ideia, mas ainda não a executei). É bastante provável que faça alterações nas equipas da antiga Jugoslávia a médio prazo.

  3. Com essa situação eu estou retirando esses jogadores da Sérvia, no entanto tá díficil encontrar outros nomes para substituilos kkkk, mas com calma eu vou achando. quando estiver pronto eu passo por aqui

    • Estou agora a pensar nesta situação…

      Sim, faz lógica o Branko Stankovic ir para a Bósnia, etc, etc. Mas isso implica repensar uma parte dos critérios que fixei na “List of All Star National Teams”. As prioridades da terceira regra estão mal estabelecidas.

  4. Não entendi. E quais são essas regras? Pois de repente posso mudar de opinião a respeito, vou colocar meus 23 embaixo com as alterações que eu fiz

    goleiros: Ilija Pantelic, Petar Radenkovic e Vladimir Stojkovic

    Defensores: Nemanja Vidic, Velibor Vasovic, Sinisa Mihajlivic, Milutin Ivkovic, Branislav Ivanovic e Aleksandar Kolarov

    meio campo: Milorad Arsenijevic, Dragan Stojkovic, Slavisa Jokanovic, Dejan Stojkovic, Jovan Acimovic, Dejan Petkovic e Vladimir Petrovic

    atacantes: Milan Galic, Milos Milutinovic, Dragan Dzajic, Blagoje Marjanovic, Savo Miloaevic e Rajko Mitic

    Eu estou aberto a sugestões, se você tiver alguns jogadores que não está na lista é só mandar

    • As regras que estabeleci são essas:

      1 – Each footballer player/manager can only represent one national team;
      2 – The main criteria of choice is the greatness level of the individual peak of the player/manager in his best years (two great years at least). NT achievement and /or importance are not key factors in selection criteria.
      3 – A player can represent other country different of his nationality if:
      (I) The player does not played any International Game;
      (II) The Player represented a defunct and/or altered National Team;
      (III) In both previous points, the Player must have ancestry with that country (Jus Soli and/or Jus Sanguinus) or spend a great majority of his senior career in that country;
      (IV) The player is reconized by official organizations as one of the best of that country, he is legible to represent that country;
      4 – The number of players should be 23 (with 3 goalkeepers);
      5 – Each National Team can have up 2 managers.

      A grande fraqueza aqui é o ponto 2 da regra 3 (estive a alterar ontem). Esse critério engloba principalmente em ex-países como jugoslávia, URSS e Checoslovaquia.

      Vou deixar como as equipas estão, pois não tenho tempo para rever não só equipas nacionais já feitas como também os clubes desses antigos países. Daria imenso trabalho, implicava rever e refazer equipas que já as fiz no jogo e isso é bastante desagradável.

    • Vladimir Stojkovic é estranho aqui, é apenas bom mas não o suficiente para uma equipa de 23, o contrário acontece no Ivanovic, este sim é uma boa opção.

      Kolarov não tenho a certeza, ele não é mais que Ivanovic, mas não é mal pensado. Acho que há melhores que milosevic. Mas isso depende dos critérios que estabeleceste.

  5. Se você tiver sugestões de jogadores nascido na Sérvia e que jogaram por ela, é só mandar , que eu alterarei

  6. A número 3 até entendo. mas os melhores times sempre foram o Estrela Vermelha, Partizan e o Dínamo Zagreb, o q seria normal os jogadores irem pra esses times e jogarem a maior parte da carreira, entendo esse critério mas talvez você poderia considerar se o jogador viveu nesse outro país até a morte, talvez isso poderia pesar na escolha

    • Outra ideia é: o jogador representar o actual país onde começou a sua carreira juvenil/sénior.

      Tenho como base o exemplo de alguns jogadores portugueses, franceses e ingleses: Éder, Gélson Martins, William Carvalho, Barnes, Vieira, e muito outros. Que achas?

      Com isso Branko iria para a Bósnia, Kolotov saía da Ucrânia, etc.

  7. A idéia é boa mas eu não gostei. pois o que tem que valer é jogos pela equipe profissional, pois com isso a naturalidade não importa, pois ele jogou por outra seleção. Mas no caso da Urrs, Iugoslávia e etc, deve valer o local de nascimento. Só no caso do jogador nascido em A e jogar pelo B depois do desmanche, eu o considero naturalizado como sendo do país B

    • Isso é demasiado complicado para ser resumido apenas em local de nascimento. Estou a investigar jogadores para ter uma ideia mais formada.

      Há o caso de Kolotov, nasceu na Rússia, jogou muitos anos na Ucrânia, foi considerado um dos melhores (ganhou prémios como melhor jogador ucraniano), treinou a equipa da Ucrânia nos anos 90. Houve um russo que jogou muitos anos na Bielorússia até ao ponto de ser considerado como um dos melhores que aquele país já teve.

      Esse tipo de caso é o terceiro ponto da terceira regra em vigor. E acho que vou mantê-la. Estou é rever casos nestas selecções para não haver mais confusões.

    • Ok, faz como entenderes.

      Sobre as regras que estou a desenvolver, cometi o erro de definir uma única solução para casos tão diferentes. Uma coisa que eu reparei é que os novos países que surgiram possuem diferentes maneiras de definir a nacionalidade (ou dar a nacionalidade a antigos jogadores).

      No caso da antiga Jugoslávia, a questão de grupos étnicos é levada muito a peito (o local de nascimento é secundário). É o grupo étnico que define a nacionalidade. No caso da URSS, é a carreira que define a nacionalidade, principalmente na Ucrânia e Bielorrússia. Um exemplo: Voynov nasceu na Rússia, mas jogou muitíssimos anos na Ucrânia até ao ponto de ele entrar na equipa ucraniana do século. O mesmo vale para Rudakov.

      http://www.sport-express.ru/newspaper/2001-01-17/4_2/
      (É o último artigo)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s